terça-feira, 26 de junho de 2012

Joacy Jamys (1971-2006)

Joacy Jamys foi um cartunista, fanzineiro, ativista cultural e escritor carioca radicado desde os 14 no Maranhão.


Como vocalista participou de inúmeras bandas da cena maranhense dentre elas a ESTRAGO e a ÚLTIMA MARCHA nos anos 90. Dentre essas habilidades ficou mais conhecido, não só no meio underground,por seus cartuns e HQ's. Estes últimos muito requisitados por muitos fanzines do país.

 Trabalhou como Designer, traduziu obras, escreveu, editou e colaborou com fanzines nos fins dos anos 80 e na década de 90.
Morreu em 2006, vítima de um AVC, na capital São Luiz-MA.


Carta do artista Joacy Jamys quando jovem

"Nesta ilha, março de 1999.

E aí, rapaz?
Apresento-me: Joacy Jamys, cartunista, quadrinhista (aquele que desenha quadrinhos), vocal da banda punk ESTRAGO, ativista anarquista-punk, poeta e etc... inquieto, é a verdade. Acho que você já leu algum trabalho meu ou pelo menos, ter visto alguma coisa dos punks pela city. Também sou diagramador do sindicato dos urbanitários (às vezes diagramava o PINGA FOGO).
Sou leitor do FOLHA DE GAIA há tempos e sempre interessei-me em participar com qualquer material. Já que soube que você, Matias, possui uma certa ligação anarquista e isto é bom. É o que disseram-me. Na verdade, não conheço anarquistas aqui em São Luís afora os punks e alguns universitários de embalo.
Não considero anarquistas universitários em sua maioria.
São academicistas.
São muito bonitinhos.
Pena, perdi o debate com o Roberto Freire. Li a entrevista no GAIA.
É o seguinte: gostaria de manter um contato pessoalmente contigo, para conhecer melhor o pessoal de São Luís, pois eu sou editor também. Trabalho com imprensa alternativa há seis anos, publicando duas revistas de quadrinhos, LEGENDA e SINGULARPLURAL ( que virará revista de mercado futuramente) e as de música SOCIEDADE DOS MUTILADOS (sairá o número 03 agora) e GRITO PUNK ZINE? (anarquia). Tenho muito contato com todo tipo de gente no país e no exterior, onde publico há um ano na Europa no circuito under. Desde poetas, grupos anarquistas ou não, artistas gráficos, escritores, trovadores, leitores comuns, bandas, rádios piratas, jornais, fanzines... além de ter uma extensa b iblioteca de publicações undergrounds...
Sou um dos fundadores do grupo anarquista MAP/MA (Mov. Anarco-punk do Maranhão), onde  reúne alguns punks do extinto MPS e ligado aos vários MAP's da nossa federação. Somos um grupo pequeno, mas conhecidos e mesmo um tanto parados, estamos organizando ações diretas, principalmente para o 1. de maio - que somos extremamente contra a comemoração. Sempre nos reunimos às sextas-feiras, a partir das 19h na Praça Deodoro (ao lado da entrada do SESC, defronte ao Rosa Castro).
O meu interesse com o folha é a publicação de material anárquico ou mesmo, divulgação de nosso ideal, que é o de conscientização e busca da verdade. Já que não adotamos partidarismos, as pessoas mesmo que se dizem "anarquistas", vão ter surpresas com os punks, queimados pela imagem de marginais que o Sistema sempre prega - na verdade, os poetas urbanos que lutam por uma vida melhor, pela igualdade e pela vida.
Também posso participar com alguns cartuns.
Vou terminar. Acha que escrevi muito?
Abraço, Joacy Jamys "

FONTE: http://sitiodomoisesmatias.blogspot.com.br/2012/06/carta-do-artista-joacy-jamys-quando.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CLEPTOMANIA - Punk Sergipe 80/90